CURVA DE POSSIBILIDADE DE PRODUÇÃO



É um conceito teórico que ilustra como a questão da escassez impõe um limite a questão produtiva de uma sociedade. Isto força a sociedade a escolher entre alternativas de produção. Por causa da escassez de matéria-prima, insumo e fatores de produção, a produção de um país tem um limite máximo. Esse limite denomina-se produção potencial ou produto de pleno emprego (todos os recursos estão aplicados na produção).
Para satisfazer as necessidades e desejos humanos são necessários bens que não encontramos na natureza, consequentemente usamos do processo de transformação para adquiri-los. A produção faz-se a partir de recursos e fatores produtivos como terra (ou recursos naturais, os minérios, a água, a energia, etc.), trabalho (mão-de-obra), capital (como máquinas, fabricas, estradas, etc.) e conhecimentos técnicos, que são escassos. Devido aos recursos limitados uma sociedade tem que escolher as quantidades de bens e serviços a produzir, mais comboios e menos automóveis, mais café e menos chá, etc. 

A curva de possibilidade de produção ilustra graficamente como a escassez de fatores de produção criam um limite para a capacidade produtiva de uma empresa, país ou sociedade. Ela representa todas as possibilidades de produção que podem ser atingidas com os recursos e tecnologias existentes.

A curva (ou fronteira) de possibilidade de produção (CPP) expressa a capacidade máxima de produção da sociedade, supondo pleno emprego dos recursos ou fatores de que se dispõe em dado momento do tempo. Trata-se de um conceito teórico com o qual se ilustra como a escassez de recursos impõe um limite á capacidade produtiva de uma sociedade, que terá de fazer escolhas entre opções de produção.
Devido à escassez de recursos, a produção total de um país tem um limite máximo, uma produção potencial ou produto de pleno emprego, quando todos os recursos disponíveis estão empregados (todos os trabalhadores estão empregados, não há capacidade ociosa).
Suponhamos uma economia que só produza máquinas (bens de capital) e alimentos (bens de consumo) e que as alternativas de produção de ambos sejam as seguintes:

Alternativas de produção
Máquinas (milhares)
Alimentos (Toneladas)
A
25
0
B
20
30,0
C
15
47,5
D
10
60,0
E
0
70,0

Na primeira alternativa (A), todos os fatores de produção seriam alocados para a produção de máquinas, na última (E), seriam alocados somente para a produção de alimentos, e nas alternativas intermediárias (B, C e D), os fatores de produção seria distribuídos no produção de um e de outro bem.

Imagem de: http://amigonerd.net/trabalho/28699-introducao-a-economia-politica

A curva ABCDE indica todas as possibilidades de produção de máquinas e de alimentos nessa economia hipotética. Qualquer ponto sobre a curva significa que a economia ira operar no pleno emprego, ou seja, utilizando todos os fatores de produção.
No ponto Y (ou em qualquer outro ponto interno da curva), quando a economia está produzindo 10 mil máquinas e 30 toneladas de alimento, dizemos que se está operando com capacidade ociosa. Ou seja, os fatores de produção estão sendo subutilizados.
 O ponto Z representa uma combinação impossível de produção (25 mil máquinas e 50 toneladas de alimentos), uma vez que os fatores de produção e tecnologia de que a economia dispõe seriam insuficientes para obter essas quantidades de bens. Esse ponto ultrapassa a capacidade de produção potencial ou de pleno emprego dessa economia.
A transferência dos fatores de produção de um bem A para um bem B implica um custo de oportunidade que é igual ao sacrifício de se deixar de produzir parte do bem para se produzir mais do bem B. Os custos de oportunidades são crescentes, uma vez que, quando aumentamos a produção de determinado bem, os fatores de produção transferidos dos outros produtos se tornam cada vez menos aptos para a nova finalidade.
deslocamento da curva de transformação para a direita indica que o país está crescendo, isto pode ocorrer devido ao fato de se aumentar à quantidade física de fatores de produção, como em função de melhor aproveitamento dos recursos já existentes.

Referências Bibliográficas:
http://amigonerd.net/trabalho/28699-introducao-a-economia-politica
http://economiaaoponto.blogspot.com.br/2011/04/curva-de-possibilidade-de-producao.html

Postar um comentário